“As Gueledés – a festa das máscaras”

11 11 2010

Esse livro é dedicado ao público infantil, e também a todos àqueles que têm interesse pelos patrimônios culturais do continente africano no Brasil.

O livro é uma viagem à Sociedade Gueledé do povo Iorubá, tão presente  na formação social e cultural brasileira.

A Sociedade Gueledé é uma sociedade de máscaras que realiza festivais com música, dança, e principalmente exibindo indumentárias, e máscaras construídas de madeira ou de outros materiais. São máscaras temáticas, verdadeiras instalações que relatam os temas do cotidiano, temas mitológicos, e principalmente os diferentes papéis culturais da mulher.

O livro integra esse o imaginário africano ao do Brasil, e é também texto para conhecer e refletir sobre as profundas relações entre os povos da Costa e a nossa civilização.

É ainda uma leitura educativa que se integrada ao projeto de ensino de História e da Cultura  Africana no Brasil.

Nota

A UNESCO conferiu o título de Patrimônio Mundial da Humanidade à Sociedade Gueledé, nas suas realizações no Benin, e na Nigéria.

Lançamento na Livraria Cultura, no dia 19 de Novembro de 2010.

Anúncios




Último encontro 2010! Diálogos VIII…Yabá: a mulher e o sagrado + lançamento de “As Gueledés – a festa das máscaras”

8 11 2010

Último encontro 2010 da série Diálogos..., do MAP, com lançamento de livro voltado ao público infantil.

No ano de 2010, o Museu de Arte Popular (MAP), vinculado à Fundação de Cultura Cidade do Recife, deu início a uma série de debates que chega agora em sua oitava edição, a Caminhos do santo | Diálogos…, sendo esta a última edição deste ano. Ao longo do ano, o MAP promoveu debates sobre diversos assuntos suscitados pela mostra Caminhos do santo, atual exposição do museu, como a mesa de 7 de abril, que abordou a Menina-sem-nome e as cruzes de estrada, através de um curta e um documentário, além da visão da folkcomunicação sobre fenômenos como estes. Ainda em abril, no dia 22, tivemos uma mesa com três historiadores, trabalhando o personagem de Meu Rei, o santo não-canônico São Severino do Ramos e o imaginário religioso do homem sertanejo. Em maio foi a vez das imagens das romarias tomarem a mesa, através do Padre Cícero e do Morro da Conceição. Em agosto, mês das assombrações, caçamos os fantasmas e as lendas urbanas do Recife. Setembro foi o mês em que o teatro e a religião se encontraram na Diálogos. Em outubro, em parceria com o FIDR, abordamos a dança de rua, uma nova expressão de arte popular, urbana e atual. E agora, em novembro, como é de praxe, este debate terá como ponto de partida um tema ligado a exposição e ao momento da cidade e do mundo.

No dia 19 de novembro de 2010, teremos Caminhos do santo | Diálogos VIII…Yabá, a mulher e o sagrado, no auditório da Livraria Cultura, às 18:00 horas. Teremos como conferencista o pesquisador de cultura afro-brasileira Raul Lody, autor de obras como Dicionário de Arte Sacra e técnicas afro-brasileiras ; O Negro no Museu Brasileiro: construindo identidades ; Santo também come ; Povo do Santo – Religião, História e Cultura dos Orixás, Voduns, Inquices e Caboclos ; e também do livro infantil Seis Pequenos Contos Africanos. Raul também atua como curador da Fundação Gilberto Freyre (PE), da Fundação Pierre Verger (BA), do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CE), Museu do Folclore (SP) e é Doutor em Etnologia pela Universidade de Paris.

Para fechar este ano com “chave de ouro”, o MAP aproveitará o contexto do 20 de novembro, comemorado como o dia da consciência negra, data escolhida em homenagem a morte de Zumbi dos Palmares. Hoje, as comemorações tomam todo o mês de novembro e no dia 19, o MAP trabalhará o papel da mulher nas religiões afro-brasileiras. E ainda reconhecendo e afirmando o museu como um espaço de formação, colaboração e difusão de saberes, o Museu de Arte Popular promoverá, em parceria com a editora Pallas e a Livraria Cultura, o lançamento do livro voltado para o público infantil: As Gueledés – A Festa das Máscaras, de autoria do curador, antropólogo, etnólogo e museólogo Raul Lody que também assina as ilustrações da publicação. O livro infantil explica o ritual secular das Gueledés, festa anual onde os homens iorubás contam a história das Senhoras da Noite (Iás na tradição iorubá) que formaram uma sociedade secreta para tomar o mundo.

Gueledés convite

O que | Caminhos do santo | Diálogos VIII… Yabá, a mulher e o sagrado. Encerramento da série Diálogos 2010 e lançamento do livro Gueledés.

Quando | 19 de novembro de 2010, sexta-feira, às 18 horas.

Onde | Auditório da Livraria Cultura

Promoção | Museu de Arte Popular – MAP

Quanto | Grátis

Informações | 3355-3110 / 3355-4720

Para entrar em contato com o setor de Pesquisa e Cultura: pesquisamap@hotmail.com

Para entrar em contato com o setor Educativo e Cultura: educativomap@hotmail.com

Para contatos em geral: museudeartepopular@hotmail.com

Raul Lody| Doutor em Etnologia pela Universidade de Paris, atual Sorbonne, Raul Lody é curador da Fundação Gilberto Freyre em Recife (PE), da Fundação Pierre Verger em Salvador (BA), do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura em Fortaleza (CE), Museu do Folclore em São José dos Campos (SP). É autor de dezenas de livros, incluindo À Mesa com Gilberto Freyre, Xangô – O senhor da casa de fogo e Cabelos de Axé – Identidade e Resistência.

Coordenação de Mesa

Fábio Carvalho | História, UFPE e Coordenador de Pesquisa do Museu de Arte Popular.

Realização | Museu de Arte Popular





Oficinas de final de ano MAP

4 11 2010


O Museu de Arte Popular (MAP), vinculado a Fundação de Cultura Cidade do Recife, anuncia as oficinas que oferecerá no decorrer do mês de Novembro, de forma totalmente gratuita.

No mês de novembro o MAP abrigará, nos dias 20 e 21, uma oficina de Pôster Lambe-Lambe, com o artista, grafiteiro e B-Boy Bozó Bacamarte, que produz lambe-lambes desde 2006, espalhando por toda a cidade sua arte e seus conceitos, permeados pela estética do xilogravura.

Já a partir do dia 29 de Novembro ao 03 de Dezembro, o MAP abrigará uma oficina de Literatura de Cordel, orientada pelo cordelista, oficineiro da Unicordel e colunista do site Interpoética, Meca Moreno, autor do livro “GIRAMUNDO – O Espectador do Fim & Gêneros da Poesia Popular”.

As duas oficinas são totalmente gratuitas e prevêem explanações sobre a história de suas respectivas temáticas, assim como as relações com outras expressões artísticas e as técnicas utilizadas para a confecção do cordel e do cartaz/pôster lambe-lambe. As vagas são limitadas e as inscrições são feitas separadamente.

Ambas as oficinas contarão com certificação a ser recebida no final, mediante o cumprimento da carga horária exigida. É, portanto, imprescindível – para o recebimento do certificado – a presença do aluno nas duas aulas no caso do lambe-lambe, e em pelo menos quatro das cinco aulas de cordel.

Oficina Lambe-lambe

Facilitador | Bozó Bacamarte

Período | 20 e 21 de Novembro (Sábado e Domingo)

Horário | das 14:00 às 18:00 horas

Local | Museu de Arte Popular

Oficina Literatura de Cordel: O que é & como se faz

Facilitador | Meca Moreno

Período | 29 de Novembro a 03 de Dezembro (Segunda a Sexta)

Horário | das 09:00 às 12:00 horas

Local | Museu de Arte Popular

As inscrições podem ser presenciais, no Museu de Arte Popular, de segunda a sexta, das 9 às 17 horas e através do e-mail: pesquisamap@hotmail.com, indicando no “assunto” da mensagem o título da oficina que pretende fazer.

Museu de Arte Popular

Pátio de São Pedro | casa 45 e 49

São José | Recife | PE

50020-220

81. 3355-3110 / 3355-4720