Teia de Cordéis | Diálogos II… Versando sobre educação

20 07 2011

Segundo diversos relatos, por meio dos folhetos de cordel, muitas pessoas, dentre as quais, crianças, aprenderam a ler e tiveram acesso aos divertidos e cuirosos causos e contos tradicionais da cultura popular nordestina.

Diálogos II...

Nos dias atuais, a Literatura de Cordel prossegue com seu veio pedagógico/educacional sendo, por exemplo, objeto de estudo para estudantes universitários como o Kalhil Gibran (História/UFRPE) que propõe um aprendizado lúdico a partir desses folhetos e com os cordelistas Meca Moreno (Unicordel) e Davi Teixeira (Unicordel) que, com sua boa prosa, instiga alunos, pais e professores através de oficinas a mergulhar nesses universos dos versos populares. E com eles, o Museu de Arte Popular (MAP) convida a todos para participarem da Teia de Cordéis | Diálogos II… Versando sobre educação, no dia 21 de julho no auditório da Livraria Cultura às 19h. Lembrando: a entrada é gratuita e serão emitidos certificados de participação.

O que | Diálogos II… versando sobre educação

Quando | Amanhã, dia 21 de Julho, às 19 horas

Onde | Auditório da Livraria Cultura

Informações| 3355-3110 | @MAP_recife

Serão emitidos certificados aos ouvintes

 

Sobre os facilitadores da conversa |

Meca Moreno é estudioso da poesia popular, poeta, compositor, artesão e produtor cultural. Pernambucano de Palmares, escreve poesia desde os 12 anos de idade; tem participado de várias antologias poéticas, além de ter poemas e artigos publicados em revistas e jornais diversos, é autor de vários cordéis e tem dois livros publicados: UNIVERSOS e GIRAMUNDO – O Espectador do Fim & Gêneros da Poesia Popular, o primeiro em co-autoria com o poeta Alfredo Moraes, numa edição independente. O segundo foi lançado pelas Edições Bagaço na V Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, em outubro de 2005.  É membro da União dos Cordelistas de Pernambuco – UNICORDEL, coordenador do Movimento Cultural Companhia do Cordel, membro do Movimento Poetas Del Mundo. É também um dos organizadores das antologias “Poetas do Pajeú”, “Antologia do cordel de Pernambuco” e “Antologia da Poesia Urbana de Pernambuco”, todos para a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – FUNDARPE.

Davi Teixeira  nasceu em Bezerros, Pernambuco, em 1959. Radicado no Recife desde 1965. Cordelista e xilogravurista, que começou a escrever em 1998, é membro fundador da União dos Cordelistas de Pernambuco – Unicordel. Participa de diversos recitais e encontros, além de compor. Dedica-se também à confecção de mamulengos, feitos com material reciclado. Seu trabalho tem forte inspiração na cultura sertaneja, através das representações como o aboio, as cantorias e o cordel propriamente dito. Atualmente vem trabalhando com oficinas de mamulengo e expondo seus trabalhos em eventos por todo o estado de Pernambuco.

 

 

Kalhil Lucena é graduando em História pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE. Está vinculado a dois Grupos de Pesquisa: GEHISC (Grupo de Estudos em História Social e Cultural) e o GRESH (Grupo de Estudos sobre Ensino e Saberes Históricos). Também é escritor de literatura de cordel, sendo suas obras: 1- O que é História, realidade ou fantasia?; 2- O corno professor de História e as correntes historiográficas; 3- A linda história do nosso Recife. Sendo esse último ferramenta pedagógica integrante do projeto: O Recife em Cordel – pelo Museu da Cidade do Recife, Forte São Tiago das Cinco Pontas. Atualmente é Bolsista PIBIC/CNPq/UFRPE, com a seguinte pesquisa: As Representações da República Velha na Cultura Popular e no Livro Didático.

REALIZAÇÃO |

                                                        





Oficinas de final de ano MAP

4 11 2010


O Museu de Arte Popular (MAP), vinculado a Fundação de Cultura Cidade do Recife, anuncia as oficinas que oferecerá no decorrer do mês de Novembro, de forma totalmente gratuita.

No mês de novembro o MAP abrigará, nos dias 20 e 21, uma oficina de Pôster Lambe-Lambe, com o artista, grafiteiro e B-Boy Bozó Bacamarte, que produz lambe-lambes desde 2006, espalhando por toda a cidade sua arte e seus conceitos, permeados pela estética do xilogravura.

Já a partir do dia 29 de Novembro ao 03 de Dezembro, o MAP abrigará uma oficina de Literatura de Cordel, orientada pelo cordelista, oficineiro da Unicordel e colunista do site Interpoética, Meca Moreno, autor do livro “GIRAMUNDO – O Espectador do Fim & Gêneros da Poesia Popular”.

As duas oficinas são totalmente gratuitas e prevêem explanações sobre a história de suas respectivas temáticas, assim como as relações com outras expressões artísticas e as técnicas utilizadas para a confecção do cordel e do cartaz/pôster lambe-lambe. As vagas são limitadas e as inscrições são feitas separadamente.

Ambas as oficinas contarão com certificação a ser recebida no final, mediante o cumprimento da carga horária exigida. É, portanto, imprescindível – para o recebimento do certificado – a presença do aluno nas duas aulas no caso do lambe-lambe, e em pelo menos quatro das cinco aulas de cordel.

Oficina Lambe-lambe

Facilitador | Bozó Bacamarte

Período | 20 e 21 de Novembro (Sábado e Domingo)

Horário | das 14:00 às 18:00 horas

Local | Museu de Arte Popular

Oficina Literatura de Cordel: O que é & como se faz

Facilitador | Meca Moreno

Período | 29 de Novembro a 03 de Dezembro (Segunda a Sexta)

Horário | das 09:00 às 12:00 horas

Local | Museu de Arte Popular

As inscrições podem ser presenciais, no Museu de Arte Popular, de segunda a sexta, das 9 às 17 horas e através do e-mail: pesquisamap@hotmail.com, indicando no “assunto” da mensagem o título da oficina que pretende fazer.

Museu de Arte Popular

Pátio de São Pedro | casa 45 e 49

São José | Recife | PE

50020-220

81. 3355-3110 / 3355-4720





Os cordelistas estão chegando…

2 08 2010

A Prefeitura do Recife, por meio do Museu de Arte Popular (MAP) e da Gerência Operacional de Literatura e Editoração(GOLE), apresenta como parte da programação do Festival de Literatura, A Letra e a Voz, a oficina Literatura de Cordel: O que é & como se faz, orientada pelo cordelista Meca Moreno, oficineiro da Unicordel, colunista do site do Ponto de Cultura Interpoética (www.interpoética.com) e autor do livro “GIRAMUNDO O Espectador do Fim & Gêneros da Poesia Popular”.

 

                               A oficina tem como objetivo fornecer informações acerca da origem do cordel, um panorama histórico, abordando sua difusão no Nordeste brasileiro, passeando pela relação com a xilogravura, trabalhando técnicas como a quadra, a sextilha, a décima, o verso, a prosa, a poesia, a ilustração, a estrofe e os demais elementos pertinentes ao processo de confecção. Ainda, sugestões e técnicas para arte-educadores. Ao final, cada participante confeccionará seu folheto de cordel, como produto da oficina, reforçando a preservação da memória, ofício e práticas da nossa cultura.

                               As aulas serão realizadas na Livraria Cultura, das 13:00 às 16:00 horas, no período de 16 a 20 de Agosto.

                               A inscrição é gratuita e deverá ser realizada no Museu de Arte Popular, do dia 02 ao dia 12 de Agosto.

 

                               Aos concluintes do curso, serão emitidos certificados

                                   Corram! Pois as vagas são limitadas.

O que | Oficina Literatura de Cordel: O que é & como se faz.

Facilitador | Meca Moreno – Unicordel

Quando | 16 a 20 de Agosto, das 13 às 16 horas

Inscrições | 02 a 12 de Agosto, no Museu de Arte Popular, Segunda a Sexta, das 9 às 17 horas

Onde | Livraria Cultura

Quanto | Grátis

Promoção | MAP e GOLE

Informações |  

Museu de Arte Popular

Pátio de São Pedro | casa 49

São José | Recife | PE

81. 3355-3110 / 81. 3355-4720.

museudeartepopular@hotmail.com

Realização|

Apoio|