16 de junho, no MAP! De ColeCção a Coleção

15 06 2011

Inauguração dia 16 de Junho no MAP

O Museu de Arte Popular firmou como proposta de atuação em 2011, promover o acesso e o fluxo a/de acervos particulares, por meio de mostras temporárias que envolvam temáticas pertinentes a cultura popular.

Abrimos 2011 com o projeto Teia de Cordéis, elaborado em duas fases. A primeira, inaugurada no dia 16 de Março, trouxe pela primeira vez ao Brasil uma mostra de folhetos portugueses, sob o título Teia de CordéisCordéis Portugueses – Coleção Arnaldo Saraiva (professor e pesquisador da Universidade do Porto, Portugal). A exposição contou com raridades, folhetos datados a partir do século XVII, permeados por várias modalidades textuais.

Chegamos ao momento Teia de CordéisCordéis Brasileiros – Coleção Maria Alice Amorim (pesquisadora e colecionadora). Com foco no vasto universo da produção regional, elencando autores importantes, ciclos de produção e temática, os cinco livros do povo e memória.

Projeto Teia de Cordéis - Portugal e Brasil representados em acervos particulares podem ser apreciados no MAP

O que | Teia de cordéis 

Cordéis Brasileiros | Coleção Maria Alice Amorim

 

Quando | 16 de Junho a 19 de Agosto de 2011

 

Onde | Museu de Arte Popular (MAP)

+55 81. 3355-3110

Pátio de São Pedro | Casa 49     Recife – PE

Anúncios




13 05 2011

Vamos celebrar a memória, a tradição e a inovação, por meio de linguagens que as cercam, (re)visitar o desenho, o cordel, o manguebeat, a sanfona, a fotografia, o peculiar comércio, formas, texturas e cheiros que atuam como portais para universos simbólicos partilhados em significados.

Programações especiais do Pátio no Domingo





8º Semana Nacional de Museus

14 05 2010

           

 

O Museu de Arte Popular e o Memorial Luiz Gonzaga, durante o período de 17 a 21 de Maio, vivenciarão a 8ª Semana Nacional de Museus, que tem por tema, “Museus para a Harmonia Social”. Oportunizando o eixo temático proposto, resolvemos trabalhar os espaços museais como locais inclusivos junto a um público de pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e jovens em vulnerabilidade social.

            Ao final da semana, para debater teorias e políticas efetivas, no concernente à acessibilidade em museus e outras instituições culturais, o MAP e o MLG promoverão uma mesa de debates, no Teatro Hermilo Borba Filho, no dia 21 de Maio, às 16:00 horas, contando com a presença dos seguintes palestrantes: Antônio Muniz da Silva (Assessor da Secretaria de Assistência Social), Eleonora Pereira (Assessora Política da Casa de Passagem), José Nunes Júnior (Gestor Administrativo da AACD), Vitória Barros (Gerencial de Medida de Semi-liberdade), Rebeca Oliveira (Observatório Negro). Márcio Luna (Coordenador Educativo do Memorial Luiz Gonzaga) e Daniel Barreto (Coordenador Educativo do Museu de Arte Popular) serão os coordenadores da mesa.

 *Mesa-debate de encerramento da semana de museus

Quando | Dia 21 de Maio, sexta-feira, às 16 horas

Onde | Teatro Hermilo Borba Filho, Rua do Apolo, 121, Bairro do Recife

 Sobre os palestrantes

1. José Nunes Júnior | Bacharel em Direito, pós-graduado em Gestão de recursos Humanos, Ex-executivo do Grupo Votorantim, BCP Telecomunicações (atual Claro), e Grupo Pão de Açúcar. Gestor Administrativo da AACD desde janeiro 2009.

2. Eleonora Pereira | Articuladora Política da ONG Casa de Passagem,
Conselheira Estadual de Direitos Humanos,
Coordenadora da Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual do Estado e
Ex-presidente do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente.

 

3. Antônio Muniz da Silva | Graduado em Biblioteconomia e Pedagogia pela UFPE, com especialização em Educação Especial pela FAFIRE, foi diretor do Centro de Reabilitação e Educação Especial – CREE Recife, (1999/2001), foi Presidente do Conselho Deliberativo da CEAD (1998/2002), foi Coordenador da Coordenadoria Municipal para Integração da Pessoa com Deficiência – CORDE – Recife (2001/2005). Atualmente é Presidente da Associação Pernambucana de Cegos – APEC, tendo sido eleito em 27 de janeiro de 2007 e representou as Pessoas com Deficiência Visual no Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência – CONED (2004/2008). É membro da Comissão de Políticas Públicas e Delegado por Pernambuco da Organização Nacional de Cegos do Brasil – ONCB.

4. Vitória Barros | Pós-graduada em Gestão Pública. Gerente da Gerencial de Medida de Semi-liberdade. Professora de Educação Física.

5. Rebeca Oliveira | escritora, advogada e cientista política, com especialização em direitos humanos. Atua na organização da sociedade civil Observatório Negro e é pesquisadora em direitos humanos, cidadania e desigualdades raciais.

Museu de Arte Popular

Pátio de São Pedro | Casa 49

São José | Recife | PE